Na Praia Cupe - Ipojuca - Pernambuco

Carol e Diogo - PRÉVIA

Fala, pessoal! Mais um casamento na área!!!

Hoje, vamos conhecer Carol e Diogo. Ela me encontrou via redes sociais e todos os nossos contatos iniciais foram virtuais. Falamos sobre absolutamente tudo nas conversas. E ela disse que gostou muito do meu papo, que me trata como amigo, que ela manda vários áudios (na verdade, a gente troca vários podcasts)... tanto que ela me mandou vários áudios contando a história de amor dela com Diogo. E a partir daqui, a palavra é dela para contar sobre eles dois. Venha com a gente!

=======

“Vamos lá, focar aqui na missão. Nós nos conhecemos dia oito de setembro de 2018. Era um dia, assim, pós-feriado, né? Foi num lugar chamado Casa Astral, que fica no Poço da Panela. E lá rola um forró chamado Forró na Caixa. Super legal o clima, as pessoas, o estilo e tudo mais. Eu estava solteira, Diogo também.

Segundo Diogo, ele me avistou já meio que de longe assim, porque eu estava no terraço da casa, no local um pouco mais alto e com o celular na mão. Ele chegou junto, nós dançamos, conversamos, mas eu não lembro muito bem sobre o quê. No final das contas ele saiu. Ele fez “ah, vou ali pegar uma cerveja”. Aí eu também voltava para as minhas amigas.

E eu nem liguei, porque no final das contas eu nem pensava que ele iria voltar. Mas não é que esse menino volta? ‘Pô, ele parece gente boa e tudo mais’, então foi ali que rolou e estávamos no final da festa praticamente. E iria pro Barchef depois, o Barchef ali de Casa Forte que tinha na época. Ia rolar uma festinha por lá.

Minhas amigas falaram ‘ah, bora e bora e tal’, e bom, fomos, esticamos a noite e realmente ali ficamos. Entre esse período de nos conhecermos até 1º/12, teve aí uns espaçamentos e na época eu era mais ativa em trabalhos voluntários. Se me perguntar, te digo que eu tenho zero tempo, mas eu dedicava assim às vezes o meu sábado e domingo pra alguma ação voluntária e na época eu ia viajar para Carnaíba, bem no Sertão do Pajeú.

E mesmo lá, a gente conseguia trocar mensagens. Ele chegou a viajar para visitar a família em Brasília, e mandou umas fotos da viagem. Acabei pensando ‘rapaz, isso aí tá indo, né?’. E tava. Então a gente começou a bater aquele papo, a conversar, como quem não quer nada, vai, vai e fomos nos encontramos, tomamos um café, depois ele marcou um dia para a gente fazer um jantar e ele mesmo fez o jantar e tudo mais.

E nos finalmentes. foi ele perguntando literalmente se eu queria namorar com ele e eu disse sim, no dia 01/12 daquele mesmo ano. 

---

O tempo passou, nós noivamos e acabamos indo morar juntos, num apartamento na Torre. Conversa vai, conversa vem, Diogo sempre me perguntava quando a gente iria se casar. Até que em junho passado, não resisti mais e aceitei. Nosso casamento foi em 18 de dezembro e foi simplesmente o dia mais inesquecível de nossas vidas”.

========

Como ela contou, eles se casaram em 18/12. Na hora da recepção, uma das coisas que Diogo me falou e me marcou bastante foi que muito, muito mesmo, a galera é animada. Muito! A galera dançou, eu dancei, todo mundo dançou e foi incrível a energia. Pessoal comentou que nunca tinha visto um fotógrafo dançar tanto kkkkkkkkkk.

Carol a toda hora vinha falar comigo. Dizia que eu fui muito elogiado por todo mundo, pela minha simpatia e eu fico muito feliz, porque quando a gente está trabalhando em um local que a gente é benquisto, tudo flui com naturalidade.

E é isso. Eu fiquei muito contente participando desse evento e espero que vocês curtam o resultado final tanto quanto eu.

Digam aí o que vocês acharam das fotos! Muito obrigado e até a próxima.


---------

Ps.: Você pode curtir cada imagem ao passar o mouse em cima delas, clicando no coração ❤

@kakaalbuquerquedecor
@guiggomakeup
@lagunailuminacao
@marieenoivas
@melkzda
@uniqueeventospe
@elsinhosimoes
@diegoguimaraess


Tags

casamento na praia Casamento cupe porto de galinhas muro alto Noiva casamento praia do cupe fotógrafo fotografo casamento fotografo praia casamento no cupe casamento praia de pernambuco